domingo, 21 de junho de 2009

ESTUDO ERRADO - Gabriel, o pensador



video

Agora é só comentar!
Pra vocês o que é Estudo Errado?

19 comentários:

  1. Para mim o ESTUDO ERRADO tem suas origens no fato das escolas costumarem limitar as pessoas a fim modela-las de acordo aos interesses da elite político-econômica do país, sendo esta por muito tempo a principal meta das escolas. Desta forma podando as crianças desde pequenas, servindo de precaução para que no futuro estas não entrem em conflito com seus interesses.
    Até os dias de hoje encontram-se resquícios desta pedagogia baseada na EDUCAÇÃO TRADICIONAL, onde muitas escolas investem no ensino "decoreba", em que os conteúdos já vêm pronto para os alunos “ingerirem”, na forma, principalmente, de livro didático. O negocio é copiar, memorizar, nem sempre havendo um real aprendizado.
    Trata-se de uma “Pedagogia da Transmissão”, em que os conceitos são passados para os alunos ao invés de construídos por eles. Aqui a opinião dos estudantes não tem muito valor; seu dia-a-dia não é levado em conta; fazendo que em muitos casos, os conteúdos sejam desinteressantes e facilmente esquecidos ou deletados de suas mentes; não sendo significativos, ou seja, não remetem a sua realidade e não faz ponte com conhecimentos já construídos por eles.
    Nas escolas que seguem esta tendência. o produto é mais importante que o processo. Exemplo disso é o que a maioria dos estudantes mais almejam é passar de ano. Aqui o “10” tem um importante valor, que é o da premiação (diversão...), enquanto o “0” é sinônimo de castigo e estudar, é o caminho para “ser alguém na vida”.

    ResponderExcluir
  2. A música do Gabriel, o Pensador, tem como função ressaltar a situação educacional do nosso país, nos levando à reflexão acerca do método tradicional de ensino, no qual o aluno aceita as informações repassadas, acomodando-se diante de tal situação e obedecendo às normas estabelecidas pela escola, ou seja, o aluno tem o papel de memorizar os conteúdos transmitidos, sem possibilidade de questioná-los, configurando-se a educação bancária. Percebe-se, portanto, que não há preocupação com a aprendizagem significativa, prevalecendo aulas expositivas, descontextualizadas, repassadas de forma fragmentada, baseadas apenas nos livros didáticos, tornando-se inúteis, pouco interessantes e sem significado para os alunos.

    Dessa forma, os alunos são levados à decoreba dos conteúdos para conseguirem uma nota boa na escola e uma recompensa em casa, embora esqueçam depois de algum tempo tudo o que estudaram, tendo em vista que a aprendizagem de fato não ocorreu.

    ResponderExcluir
  3. Estudo Errado de Gabriel - O Pensador nos faz refletir sobre a postura de uma educação tradicionalista, pela qual as escolas não cumprem o seu papel corretamente de forma que envolva realmente o aluno para que o mesmo possa aprender a conhecer seu real valor dentro da sociedade.
    A música nos trás a uma realidade em que os pais e professores só cobram ou exigem boas notas e não se preocupam em evitar que os alunos usem o método errado da decoreba para cumprir uma tarefa, e não para aprender de fato.
    Pode-se notar também no vídeo o dia-a-dia de uma escola onde o professor(a) reprime, rotula e desanima com palavras duras seus alunos e famílias que não acompanham a vida escolar da criança, mas cobram a nota dez não admitindo uma média menor, ainda que o suporte principal esperado pelo mesmo não seja apenas notas e sim o amor da família.
    Sendo assim, se faz necessário que escola, família e sociedade unam-se em prol de objetivos únicos para o engrandecimento de maneira eficaz e significativos na vida do educando.

    ResponderExcluir
  4. Atualmente, há várias discussões a respeito da evasão, repetência e reprovação na educação. Isso acontece devido aos métodos de ensino que não valorizam o conhecimento prévio das crianças, privilegiando o ensino mecânico e a memorização, onde o aluno não tem estimulo e motivação para construção de novos conhecimentos. Contribuindo assim para uma aprendizagem superficial, aumentando os altos índices de analfabetos ou alfabetos funcionais.
    Dessa forma, surge um grande desafio para a educação, recuperar o sentido do aprender e o prazer em estudar, mas para isso é necessário levar em consideração os aspectos social, cultural e político da criança. Além disso, a atividade escolar precisa se apresentar de forma significativa e prazerosa, rompendo com aquela educação tradicional, tecnicista, que infelizmente ainda hoje está presente nos alicerces da escola.

    ResponderExcluir
  5. Comentário - Estudo Errado

    A música de Gabriel Pensador aborda um tema que é recorrente nas nossas discussões que é a falência do ensino tradicional. Aliás, hoje com o suporte nestas discussões consigo me posicionar como vítima desta prática que sofri na educação básica e posso afirmar o quanto ela prejudicial para a formação dos indivíduos, principalmente, na sua relação com a sociedade. A boa notícia que posso trazer é que minhas lembranças deste período não muito distante é que já percebia algumas mudanças na prática profissional de alguns professores, poucos é verdade, mas as mudanças, necessárias, já vinham ocorrendo.


    Portanto, a nossa caminhada no sentido de transformarmos a educação da forma como ela é praticada é uma tarefa que exige grandes esforços de todos aqueles que estão direta e indiretamente envolvidos. Precisamos fazer com as contestações ao método tradicional de ensino saia do campo das discussões e alcance as salas de aula possibilitando aos alunos novas abordagens didáticas e metodológicas que proporcionem uma aprendizagem que aborde os conteúdos como base deste processo e não como fim; que fuja do ensino enciclopédico e passe a se preocupar com os conteúdos significativos; que veja o aluno como sujeito crítico que constrói o conhecimento e não apenas como depositário do mesmo; enfim que adeque o processo de ensino-aprendizagem as necessidades de formar indivíduos capazes de atuar de forma autônoma na sociedade.

    ResponderExcluir
  6. Na música “Estudo Errado” de Gabriel O Pensador é retratado a realidade da educação brasileira independente das instituições serem particulares ou públicas, no qual a desvantagem da pública para a particular é que na ultima trabalham-se conteúdos exacerbadamente, já nas instituições públicas faltam comprometimento de grande parte dos professores por desmotivação do plano de carreira ou por que não são realmente preparados, com isso os estudantes brasileiros sofrem com a castração do ensino, que se resume somente na maioria das vezes nas salas de aulas, limitando a curiosidade, e a vontade de aprender do educando. Assim, com o descomprometimento de uma educação lúdica, que envolva o seu cotidiano, as suas realidades os alunos acabam focando a sua atenção por aquilo que te dará prazer, perdendo a vontade de se desenvolver na escola

    ResponderExcluir
  7. A música de Gabril O Pensador "Estudo Errado", vem mostrando a realidade decadente em que a educação se encontra. Ela faz uma crítica severa aos políticos e em como eles tem sucateado as escolas públicas, desviado as verbas destinadas a elas em benefício próprio. Causando assim um grande caos na educação.

    ResponderExcluir
  8. A música do Gabriel, o Pensador, “Estudo Errado” tem como finalidade ressaltar a situação em que se encontra o sistema educacional no Brasil. Pra isso, ele nos faz ter uma reflexão sobre o método tradicional de ensino, no qual o professor é o único detentor do saber e o aluno é apenas um receptor deste, o aluno tem o papel de memorizar os conteúdos transmitidos, sem possibilidade de questioná-los ele aceita as informações repassadas, acomodando-se diante de tal situação e obedecendo às normas estabelecidas pela escola. Dessa forma, o estudo fica condicionado apenas a se obter uma note para passar de ano, os alunos são levados a decorar os conteúdos para conseguirem uma nota alta na escola e uma parabenização e ou recompensa em casa, sendo assim esquecem depois de algum tempo tudo o que “estudaram” e sua educação fica totalmente comprometida tendo em vista que a aprendizagem de fato não ocorreu. A musica “Estudo Errado” serve de exemplo e aviso para que todos nós tenhamos mas atenção e cuidado com a educação de nossas crianças.

    ResponderExcluir
  9. Penso ESTUDO ERRADO das seguintes maneiras:

    • A forma de transmissão do conhecimento que tem características como, por exemplo, a memorização de conteúdos “programados” (“Por quem? Para quê?”... Isso já é outra história!), a centralização no professor (como “único” transmissor do conhecimento), separação entre escola e sociedade (como se aquela não fosse inserida nesta), dentre outras características (caso encontre algo semelhante por aí, não é mera coincidência!);

    • Profissionais que desvalorizam a profissão-professor, não apenas no sentido de deixarem de buscar a tão falada “formação continuada”, mas também por transmitir (principalmente aos alunos) uma idéia que vem se alastrando há tempo: que “professor é assim mesmo, não tem como mudar”, “não adianta fazer nada: vai continuar assim...”;

    • A maneira como os governantes olham para a Educação e investem (?) nela [Refiro-me à Escola Pública]. Há professores, coordenadores e gestores que acreditam (e mostram) que a Educação pode contribuir significativamente para melhoria da sociedade, mas “parece” (só parece, sabe?!) que tem gente que não presta atenção à situação física/estrutural das escolas e demais espaços de aprendizagem (Ah! Mas isso muda se estiver próximo da eleição), nem à falta de materiais, ou à abstinência e necessidade de professores e funcionários, não se interessam em cursos de formação continuada (ou até mesmo os chamados “cursos de reciclagem”) para os professores, também não ligam muito se tem ou não merenda escolar (e a qualidade da mesma) e por aí vai...;

    • Não podia deixar de falar dos alunos, dos pais. Sim, estes que, muitas vezes, foram/são “vítimas” de tanto descaso parecem não fazer muita coisa pra melhorar...

    Se formos procurar “culpados”, nos remeteremos desde aos primórdios da Educação até os dias atuais e veremos que há MUITOS “réus”, inclusive EU e VOCÊ!

    Mas, pra resumir tudo o que eu disse, acho que você vai concordar comigo:

    ES(tá) TUDO ERRADO!

    ResponderExcluir
  10. Achei interessantíssimo vídeo, expõe a educação na maneira de decoreba(ultrapassado).
    Mas com a educação no país ,TOTALMENTE ABANDONADA,isto é realidade em pleno século XXI.Aí eu pergunto QUE PAÍS É ESSE??
    Vou usar vídeos para meus alunos são maravilhosos ASSIM MODERNIZAMOS A EDUCAÇÃO E O PENSAMENTO DE NOSSOS ESTUDANTES. VALEUUUU..

    ResponderExcluir
  11. a educação no Brasil, esta sucateada e defasada, estamos atrasados e muito, mas ainda a tempo pra correr atras do prejuizo, este é o nosso trabalho jovens educadores, mudar todo um pensamento, toda a cultura que veio se arrastando com este metodo do decoreba !

    ResponderExcluir
  12. Concordo plenamente com que a Larissa de Salvador Bahia disse. gostaria até de conhece-la melhor. Sou educador mas, também não concordo com este método de educar tradicionalista e ultrapassado. Precisamos mudar a forma de ensino mas, para que isso aconteça, nós educadores precisamos principalmente é de apoio político.

    ResponderExcluir
  13. sou universitária e futura pedagoga o meu método de ensinar sera a relação entre o conteúdo e o mundo extra-escolar porque so assim o educando se interage melhor, participa com entusiasmo e se senti parte do processo de ensino com igualdade social.
    EDVÂNIA

    ResponderExcluir
  14. Qualquer pessoa ou qualquer estudioso sabe que nossa educação está ultrapassa, mas o que tem sido feito? Sou educador, trabalho como contratado em uma cidade que não há concurso público a mais de seis anos, o que errado pela lei, em 2009 quando houve concurso ocorreram varias fraudes. Quero mostra que todos os brasileiros estão conscientes de nossa educação defasada.Sabemos que a criança tem vontade de brincar e sua vontade é passar o dia brincando, por isso é viável trazer essa recreação para sala de aula, isso deve ocorrer principalmente através de jogos e outras brincadeiras voltadas para o aprendizado, de forma planejada, aqui entra o profissional competente, mas como, se estou trabalhando a três anos e apenas neste ano participei de uma palestra que deram o nome de treinamento? Na educação a falta de recursos para trabalharmos é muito grande, o problema é ainda maior quando se trata das escolas da zona rural, na escola que trabalho a carência começa dos livros,não temos nenhum jogo educativo, como devemos fazer, tirar o dinheiro do nossos míseros salários de contratados para compramos materiais para trabalharmos?No "treinamento" que participei, os coordenadores nunca trabalharam na zona rural, nunca fizeram um estudo na área, não sabem quais as dificuldades enfrentadas por educandos e educadores, como podem ministrarem um treinamento para professores da zona rural?
    Esta é a realidade de uma parte do Brasil e do Maranhão, mas autoridades sabem de tudo isso e não fazem nada para melhorar esse quadro em quanto a educação continua errada,não estou querendo fugir de minha responsabilidade como educador,mas quero dizer que nós educadores somos apenas pequenos grãos de areia nessa imensidão.

    ResponderExcluir
  15. Essa musica é a realidade que vivemos
    só os envolvidos na educaçáo pode e deve mudar essa realidade táo triste que é nossa educaçáo.

    ResponderExcluir
  16. Pura realidade brasileira.E como vivesse uma cortina de burrice, o Brasil ve o que acontece todos os dias na sala de aula,mas continua de bracos cruzadoooosss...

    ResponderExcluir
  17. Gabriel pensador tenta refletir em suas musicas um metedo dii ensinar as pessoas... a refletir melhor..

    ResponderExcluir
  18. fala muito sobre a nossa realidade realmente

    ResponderExcluir
  19. Muito bacana, me faz lembrar o tempo em que estudei, o problema é que mesmo hj a escola não mudou muito, é preciso ainda muito esforço para transformar as escolas em um lugar onde o estudante sente prazer em estudar. E isso só torna-se possível quando a escola valoriza a realidade em que este aluno está inserido, com aulas que possibilitem uma ação pratica.

    ResponderExcluir